África do Sul, um jovem prodígio

de Wine em Casa em August 20, 2021

Sorte de um principiante ou um talento superestimado? Mesmo sem muita ou quase nenhuma tradição no mundo dos vinhos, a África do Sul passou a se destacar e hoje se posiciona entre os 10 maiores produtores do mundo. Uma história que começou com as grandes navegações do século XVII com a ajuda dos holandeses, responsáveis por trazerem vinhas de outros países da Europa e plantarem em solo Sul Africano. A região de Table Bay foi a primeira a receber as primeiras vinhas e posteriormente com a expansão do país, se espalhou pela África do Sul. Mas foi a partir da chegada de imigrantes franceses na região do Cabo, que a história foi consolidada. Os franceses começaram a produção do Vinho Sul Africano utilizando suas técnicas e conhecimentos, aprimorando e estimulando o consumo de vinho para a população. Porém, os vinhos da África do Sul tiveram duas grandes barreiras, primeira com pragas e segunda com as guerras. Um hiato que só foi quebrado nos anos 90 com a queda de uma política que devastou o país. Podemos destacar a força de vontade dos africanos em transformar o país em um produtor notável para o mundo, a criação de cooperativas estabeleceu uma ligação entre quem produz e quem consome, o que facilitou e expandiu o comércio de vinhos Sul Africanos. Uma curiosidade interessante é que hoje, todos os vinhedos da África do Sul são protegidos pela UNESCO, um fato mais que positivo e que permite que a produção de vinhos no país atinja excelentes níveis de qualidade. Entre as uvas produzidas nestes vinhedos estão a Cabernet Sauvignon, Pinotage, Merlot, Shiraz e Pinot Noir, que contam com a ajuda do clima extremamente favorável do país para frutificarem e produzirem os melhores e reconhecidos vinhos. Destaque para a Pinotage que é a principal uva da África do Sul e que produz o melhor vinho africano, reconhecido e muito apreciado ao redor do mundo. A Cidade do Cabo é a principal produtora de vinhos e uma espécie de portal para as demais regiões, abrindo o Enoturismo no país e atraindo milhares de turistas durante o ano todo. Nisto, surgiu a Rota 62 que é considerada a maior rota produtora de vinhos do mundo, um trajeto que passa por diversas cidades e que surpreende a todos os seus visitantes. O país pode ser considerado ainda um jovem comparado ao resto do mundo, mas o vinho Sul Africano saiu do bom e se tornou excelente e mais que recomendado. As vinícolas têm se destacado no cenário mundial e conquistado o seu espaço com muito mérito e louvor, produzindo vinhos premiados e reconhecidos internacionalmente. Então para você não perder mais tempo, nós fizemos uma seleção dos melhores vinhos da África do Sul, produzidos pelas vinícolas mais prestigiadas e que você pode desfrutar aí mesmo em sua casa. Seja surpreendido pelo novo e inesperado, clique aqui e escolha já o seu!